Sexta, 6 Dezembro 2019

consignação da obra da construção da nova lota de Castelo do Neiva

[Consignação da obra da construção da nova lota de Castelo do Neiva]

Deixo um cumprimento a todos os amigos conterrâneos e leitores do jornal Monte do Castelo. Jornal que, amavelmente disponibiliza um espaço para o presidente da junta divulgar alguma da atividade mensal da nossa autarquia e outros assuntos que considero pertinentes para a atualidade da freguesia. E, assim sendo, permitam-me, neste mês de março, que deixe os votos de parabéns ao GRECANE, por mais um aniversário do seu Grupo Folclórico e um cumprimento a todos os emigrantes, em especial para a Argentina.

Este vai ser mais um ano marcado por um forte investimento em Castelo do Neiva, senão vejamos:

A empreitada dos armazéns de aprestos está em curso e terminará em meados de junho. A junta de freguesia está presente nas reuniões de obra que se realizam todas as manhãs de sexta feira.

A ponte sobre o rio Neiva está quase concluída.

Inicia-se este mês de março a construção da nova lota de Castelo do Neiva. A junta de freguesia tem colaborado com a Docapesca no sentido de instalar a lota provisória no final da rua do Rego do Negro.

A empresa que irá construir a barreira de defesa da costa, está a trabalhar com a junta de freguesia para a instalação do estaleiro de obra. Portanto, deverá arrancar também no mês de março.

A junta de freguesia está a recolher as assinaturas dos proprietários dos terrenos por onde a ecovia vai passar. Os projetistas desenharam o traçado da ecovia no limite das propriedades para que a cedência de terreno seja mais justa. Terminada a recolha das assinaturas o processo relativo a projetos e autorizações está terminado e seguir-se-á a construção da ecovia. Faço um apelo aos proprietários dos terrenos para que colaborem e aceitem ceder terreno para a construção da ecovia. Em troca ficarão com acesso condigno aos seus terrenos.

No que diz respeito a saneamento será construída nova rede na rua de Sendim, Rua dos Pedrões, Rua Sr.ª das Neves e quelha da Mina.

Também serão realizados alguns alargamentos já programados.

Não havendo nenhum contratempo estas obras serão realizadas em 2019. Há perspetiva da realização de mais, mas não gostaria de criar expectativas e depois não ser possível cumprir.

Entretanto, estamos a proceder à continuação da abertura da rua das Curtinhas. Esta obra é necessária pois há pessoas que pretendem construir e não têm acesso. Agradeço aos proprietários dos terrenos pela cedência da área necessária para a continuação da rua. Ainda não falamos com todos os proprietários, mas com aqueles que falamos foram muito cooperantes, e quando é assim, é bom trabalhar. O meu obrigado.

No cemitério, nas sepulturas ainda não concessionadas foi colocada uma massa pobre para que o cemitério fique com uma melhor apresentação e evite que a vegetação cresça. Peço de novo às pessoas, que têm sepulturas e que é obrigatório por regulamento, a colocação da pedra. Já enviei cartas a informar dessa obrigatoriedade, no entanto, continua-se a verificar muitas campas sem pedra.

No dia 20 de fevereiro, tendo conhecimento de uma alteração na água do Rio Neiva, informei os serviços ambientais da Câmara Municipal de Viana do Castelo e estive em contacto com a Associação Rio Neiva que me comunicou que tinham sido informadas todas as entidades fiscalizadoras responsáveis. Ao que tudo indica foi uma alteração muito pontual, não se chegando à conclusão se as causas da espuma seriam naturais ou de outra natureza. Pedia que se alguém notar alguma anormalidade ambiental, seja no rio ou noutro local, que antes de dar conhecimento às redes sociais comuniquem às entidades, quer seja à GNR, às juntas de freguesia, câmaras municipais ou associações ambientais. Se formos a tempo podemos intervir, conseguir provas etc...

No dia 22 de fevereiro o Presidente da Câmara deslocou-se a Castelo do Neiva para, em conjunto, organizar-mos a visita da Ministra do Mar à zona da Pedra Alta, para a cerimónia da consignação da obra da construção da nova lota de Castelo do Neiva e visitar a obra em curso.

No mesmo dia realizou-se a reunião da Assembleia Municipal na qual participei, uma vez que os presidentes da junta têm assento por inerência.

No dia 24 de fevereiro, o Vereador Luís Nobre, com as pastas do Planeamento e Gestão Urbanística, Desenvolvimento Económico, Mobilidade e Coesão Territorial visitou a nossa freguesia para se inteirar das obras que estão a decorrer e principalmente para recolher informação das necessidades da freguesia.

Nesta visita aproveitamos para fazer a receção ao peregrinos que participaram na caminhada, organizada pela Via Veteris, com inicio em Esposende e que terminou em Viana do Castelo. Como não poderia deixar de ser houve uma paragem em Castelo do Neiva para um reforço.

Agradeço ao Padre Xavier pela colaboração e pelo apoio, disponibilizando todos os meios para que os peregrinos tivessem a receção merecida, ao dr. Mateus Neiva pelas diligências realizadas e por tão bem ter representado a Freguesia junto das entidades organizadoras e agradeço, também, ao José Adriano e à Jesus Gomes por toda a colaboração nesta receção e por todo o fantástico trabalho que têm vindo a realizar. Foi pelo vosso empenho, que mais uma vez, o Caminho, em Castelo do Neiva, ficou com uma imagem muito positiva.

 

infra estrutura provisória, no largo entre a rua do Rego do Negro e a rua da Pedra Alta, onde vai funcionar a lota durante a construção do novo edifício

No dia 25 de fevereiro foi instalada a infra estrutura provisória, no largo entre a rua do Rego do Negro e a rua da Pedra Alta, onde vai funcionar a lota durante a construção do novo edifício.

No dia 27 de fevereiro estive presente na cerimónia da adjudicação da obra dos novos acessos rodoviários do porto comercial de Viana do Castelo, onde esteve presente o Primeiro Ministro e a Ministra do Mar.

Relativamente ao aviso que tinha colocado na edição anterior, informo que a reunião para aclarar o real traçado do caminho no Matojal e que dá acesso aos terrenos de cultivo a poente do Matojal (Lavandeira) e que se realizou no dia 13 de fevereiro, no Centro Cívico foi muito participada pelos proprietários e foi também muito conclusiva. Ficou comprovado o percurso inicial e real do caminho.

Informo também, que o pavimento danificado, junto à escola, ainda não foi arranjado porque é necessário fazer uma obra no aqueduto existente. Os serviços municipais estão com alguma dificuldade em iniciar. Mas espero que sejam breves pois a situação já se prolongou por demasiado tempo.