Sexta, 27 Novembro 2020

 

 

Horário da Secretaria (de 2ª a 6ª)

de abril a setembro: 13.30h às 19.30h

de outubro a março: 13.30h às 19.00h

[ver - datas de Reuniões Ordinárias 2020]

Na rua Srª das Vitórias foi terminada a obra de pavimentação da área que tinha sido há pouco tempo alargada

Chegados ao verão, verificamos que esta estação tem tudo para ser uma estação completamente atípica e diferente daquelas que já vivenciámos.

Esta pandemia, que nos limita os movimentos do dia a dia, vai ter um forte impacto nos próximos meses. Sem querer fazer futurologia e cingindo-me aos meses de verão, certo é que as nossas festas não se irão realizar, a praia está limitada a 200 pessoas e o comércio com número reduzido de clientes...

Assim, quando chegarem os nossos emigrantes, aqueles que tenham direito a férias e que decidam visitar a sua terra natal, sentirão também esta crise de uma forma diferente. Sentirão nos voos, nas fronteiras, no controlo sanitário à saída e à entrada de cada país. No fundo, sentirão o incomodo de todos os procedimentos sugeridos e/ou obrigatórios, que também variam conforme os países e a dinâmica da pandemia.

Mas mais importante que todos estes constrangimentos é a saúde de todos. Por isso é importante continuarmos a ter os cuidados sugeridos pela Direção Geral de Saúde e respeitar, principalmente, o distanciamento social e o uso de máscara.

 

Na rua Srª das Vitórias foi terminada a obra de pavimentação da área que tinha sido há pouco tempo alargada

Na rua Srª das Vitórias foi terminada a obra de pavimentação da área que tinha sido há pouco tempo alargada. Falta ainda intervir numa parte da rua, que não está prevista, para que fique em boas condições no total do percurso. No entanto, esta última intervenção veio permitir o acesso de ambulâncias e bombeiros a várias habitações.

De facto, foi sempre esta a nossa maior preocupação; dotar os caminhos de condições para a circulação de veículos prioritários. E já resolvemos muitas destas situações. Como por exemplo na rua Sr. Dos Milagres, na rua da Junqueira, na rua do Areeiro e na rua Srª da Boa Sorte, que por serem muito estreitas não passava uma ambulância das pequenas. Mas ainda há muito a fazer...        

Acabamos, também, de pavimentar a pequena quelha que existe na rua Estreita e dá acesso a três habitações. Esta artéria não tinha sido contemplada com saneamento, água publica e pavimentação a quando das obras da grande empreitada de saneamento de 2019. Posto isto, solicitamos o saneamento e a água aos serviços municipalizados,  que foi realizado logo a seguir ao pedido, mas estes não procederam à sua pavimentação. A junta de freguesia tinha paralelepípedo em estaleiro suficiente para aquela área. E assim sendo procedeu à sua pavimentação. Fica assim mais um assunto resolvido.

 

trabalhos de construção da rede de saneamento e renovação da rede pública de abastecimento de água na rua de Sendim e rua dos Pedrões.

Continuam os trabalhos de construção da rede de saneamento e renovação da rede pública de abastecimento de água na rua de Sendim e rua dos Pedrões. A junta de freguesia vai brevemente dar início aos alargamentos necessários nestas ruas. No que diz respeito à rua dos Pedrões, lá está, vai permitir a circulação de ambulâncias e carros de bombeiros, situação que até agora era impossível.

Lembro que o projeto apresentado à junta de freguesia só estava contemplada a rua de Sendim, mas depois de fazermos alguma força aceitaram incluir a rua dos Pedrões. É pena ficar para trás a travessa dos Pedrões e a rua do Areeiro e não se fechar aquela área... Mas não foi possível inclui-las na candidatura naquela altura.

Talvez seja neste mês de julho que os armazéns de aprestos seja disponibilizados aos pescadores. A junta de freguesia tem feito todas as diligências, junto da Câmara Municipal e da Polis Litoral, para que o guincho fique operacional e colocado ao dispor dos pescadores, para que os barcos passem para cima e libertem o trator da junta, que tanta falta faz na limpeza dos caminhos. Embora a Câmara tenho feito um esforço, a Polis Litoral não disponibilizou o guincho por questões burocráticas.  Já podia estar a funcionar há um mês, com prejuízo para a junta de freguesia. Não temos o trator e um funcionário disponíveis para o corte das bermas dos caminhos e para as limpezas em geral, devido à falta de guincho, pois está, a pedido do Presidente da Câmara, a auxiliar os pescadores com os barcos...

Devido a esta situação, não iremos esperar mais, e vamos contratar uma empresa para nos resolver a situação do corte da vegetação nas ruas. A limitação do trator associada à paragem durante a altura do confinamento e o facto de não usarmos herbicida deixou as ruas da freguesia em mau estado, no que diz respeito ao crescimento da vegetação.

No dia 16 de junho os presidentes das juntas de freguesia Independentes reuniram com o Presidente da Câmara e o Vereador Luís Nobre. Esta reunião acontece sempre antes da Reunião da Assembleia Municipal e serve para abordar os assuntos que estão na ordem do dia.

No dia 19 acompanhei uma técnica da Câmara municipal especialista na erradicação de infestantes. O objetivo é fazer-se uma intervenção para eliminar as acácias (autrálias) das dunas.

A Reunião da Assembleia Municipal realizou-se no dia 21 de junho no teatro Sá de Miranda. Como sempre estive presente a representar Castelo do Neiva.

No dia 24 estive na zona das atividades económicas com o topógrafo que está a realizar o cadastro. É necessário fazer o levantamento dos limites dos terrenos e identificar os proprietários. Um trabalho que é difícil de concretizar. No entanto, estará concluído brevemente, e servirá para a Câmara Municipal negociar os terrenos com os proprietários e dar inicio ao projeto.

Na quinta feira teve lugar no centro cívico a Reunião da Assembleia de Freguesia. Nesta reunião concentrou-se as reuniões de abril e de junho. Recordo que por motivos de confinamento a reunião de abril tinha sido adiada. Assim foi neste dia apresentada as contas de 2019 e feita a 1ª revisão do orçamento de 2020.

No dia 27 de junho procedeu-se à abertura da época balnear em Castelo do Neiva. Para tal levou-se a cabo uma atenção especial à limpeza da praia e da envolvente. As instalações sanitárias são desinfetadas de hora a hora, conforme a intensidade de utilização.   

Informo que desde o dia 1 de Julho até ao dia 30 de Setembro não é permitida a realização de fogueiras para queimar sobrantes. Por isso respeitem, mesmo que as condições atmosféricas pareçam favoráveis.

Mensagens Anteriores

PREVENÇÃO (COVID-19)

Cartaz - Recomendações Gerais COVID-19