Domingo, 24 Outubro 2021

 

 

Horário da Secretaria (de 2ª a 6ª)

de abril a setembro: 13.30h às 19.30h

de outubro a março: 13.30h às 19.00h

[ver - datas de Reuniões Ordinárias 2020]

Corte da vegetação na encosta do parque de estacionamento da igreja de S.Tiago

Com a vacinação covid em curso (e com a perspetiva de vermos os números diários de vacinados aumentar substancialmente) prevê-se para depois da Páscoa uma alívio das medidas de combate à pandemia. E isso é muito importante para a situação financeira das pessoas e empresas e do país.        

Porém, mais importante é continuar com os cuidados que devemos ter; como o distanciamento social, o uso da máscara e a desinfeção das mãos.

É importante termos também a noção do risco que é o convívio com familiares e amigos que não pertençam ao agregado familiar ou, por vezes, que não pertençam àquela bolha criada por necessidade. Por isso, recomendo a maior prudência, porque a vacinação ainda está muito aquém do desejado.

Estima-se que cerca de 10.180 pessoas, do nosso concelho, estejam vacinadas até à primeira semana de abril. Sendo que cerca de 630 professores e auxiliares também já foram vacinados no mês de março.

A junta de freguesia tem entrado em contacto com as pessoas, ou familiares delas, que o centro de saúde não conseguiu contactar via sms ou telefone. Temos também garantido o transporte para todos aqueles que não têm meio de se dirigir ao centro de vacinação, nem apoio de retaguarda familiar que os transporte até lá.

Este é o ano do recenseamento geral da população e do recenseamento geral da habitação, conhecido por “Censos 2021”.

O objetivo é obter informações sobre a população e a habitação em Portugal. Estas informações são muito importantes como ferramenta na hora de definir estratégias e planos para o pais, região ou cidade.

A resposta aos Censos é obrigatória, e não há motivo para qualquer desconfiança. Lembro que os censos são realizados de 10 em 10 anos. Por isso é natural que se lembre dos censos em 2011.

Por isso, a partir do dia 5 de Abril, três jovens de Castelo do Neiva vão percorrer a freguesia para a realização dos Censos 2021. A Daniela Alves, o Cândido Torres e o Rodrigo Vaz são os recenseadores, devidamente autorizados e identificados que farão este trabalho.

Numa primeira fase, do dia 5 abril ao dia 19 de abril, os recenseadores entregarão uma carta com os códigos necessários para responder pela Internet. Se não estiver à vontade para responder na Internet e não tiver um familiar ou amigo que o ajude o recenseador irá ajudá-lo.

Deixo só claro que os recenseadores receberam formação para este serviço e estarão garantidas todas as medidas de segurança contra a Covid-19.

Como já tinha preconizado na edição anterior; perante a diminuição significativa dos números de infetados, no concelho e no país, a junta de freguesia de Castelo do Neiva decidiu abrir o cemitério no passado dia 5 de março.

 

Corte da vegetação na encosta do parque de estacionamento da igreja de S.Tiago

Foi levada a cabo, pela junta de freguesia, o corte da vegetação na encosta do parque de estacionamento da igreja de S.Tiago. Foram cortadas ainda, diversas árvores (pinheiros eucaliptos e acácias) que pelas condições do terreno poderiam, num futuro próximo, pôr em risco pessoas e viaturas.

 

Terminaram os trabalhos de pavimentação, da parte já dotada de saneamento básico, da rua da Segurelha.

Terminaram os trabalhos de pavimentação, da parte já dotada de saneamento básico, da rua da Segurelha. De facto, esta rua conta com rede de saneamento há mais de duas décadas. Não tendo sido pavimentada nessa altura, aproveitou-se, agora, o material que a junta tinha em estaleiro e levou-se a cabo a pavimentação desta área. Foram também tidas em conta as passagens de águas pluviais e melhorado o seu escoamento.

Brevemente será dado início à pavimentação do futuro parque de caravanas. Este espaço, localizado em frente à praia de bandeira azul, será requalificado e assim, para além de prestar um serviço a quem nos visita, será um espaço mais atrativo do ponto de vista urbanístico. Deixa de ser um depósito de materiais e inertes e vai contribuir para uma melhoria da área envolvente à praia campo de futebol e edifício das associações.

No dia 12 de março participei numa reunião, por vídeo conferência, da Comissão do Urbanismo da Assembleia Municipal de Viana do Castelo, comissão esta, da qual fui nomeado representante dos Presidentes de Junta Independentes.

No dia 16, 17 e 18 estive em formação para a coordenação do Censos 2021 na nossa terra. Esta formação foi realizada na freguesia de Vila Fria com outros presidentes de junta.

No dia 25 de março estive presente numa reunião com o executivo da Câmara Municipal, a empresa AdAM (Águas do Alto Minho) e os presidentes de junta do concelho de Viana do Castelo.

A empresa, que agora é responsável pela gestão do abastecimento de água e saneamento em baixa, tem sentido grandes dificuldades perante o desafio de uniformizar a gestão da água e saneamento dos 7 municípios que se uniram à Aguas de Portugal para formar a AdAm.

É público e sabido que houve grandes problemas na faturação da água e que foi necessário suspender durante 3 meses o envio de faturas aos clientes. Também é verdade que quando chegou a “fatura amarela”, que juntava o valor dos 3 meses (com possibilidade de pagar em vários meses), fez ainda mais confusão às pessoas. Enfim, não tem sido fácil os primeiros tempos da AdAM.

Todavia, creio, e tenho a esperança que, com a mudança do sistema informático da faturação e com as devidas afinações volte a normalidade dos valores das faturas. E que possamos voltar a ter a confiança na AdAM que tínhamos nos Serviços Municipalizados, quando estes tinham a água e o saneamento sob sua alçada.

Duas coisas tenho a certeza e uma foi-nos comprovado nesta reunião; o valor da tarifa no concelho de Viana do Castelo não foi aumentada. Poderá existir um acréscimo do IVA da taxa do saneamento, que no consumo doméstico não será significativo.

A outra certeza contradiz aquilo que se vai dizendo. Diz-se que  a água foi privatizada etc... Mas a empresa é formada por 7 Câmaras Municipais e uma empresa do estado, que é a “Águas de Portugal”.

Por isso não há privados na equação, nem alguém a querer ganhar dinheiro à custa da água. Seria um revés civilizacional, agora, o Governo e as Autarquias do Alto Minho quererem fazer lucro com estes serviços básicos...

Saí da reunião otimista e desejo que, para o bem de todos, a AdAM consiga vencer este desafio que é ganhar a confiança dos Vianenses através de um bom serviço.

Por fim, relembro a obrigatoriedade da limpeza floresta. O Governo adiou o limite do prazo de 15 de março para 15 de maio. Se tiverem dúvidas quanto à localização das áreas obrigatórias, dirija-se à Junta de Freguesia.

Mensagens Anteriores

PREVENÇÃO (COVID-19)

Cartaz - Recomendações Gerais COVID-19